Archive for the 3. Faz-me rir!!! Category

De Repente 30!

Posted in 3. Faz-me rir!!! with tags , , on março 10, 2010 by Vanessa Schunck

Sabe, nem é fácil escrever esse texto e nem sei se queria que ele fosse tão longo. Mas também não sei se poderei evitar.

Hoje completo 30 anos. E a primeira coisa que me doeu desde a idéia de ter essa idade foi quando o governo informou sobre a vacinação da gripe suína e suas prioridades. Primeiro profissionais da saúde, depois gestantes, crianças, adultos de 20 a 29 anos, pessoas com 60 anos ou mais, adultos de 30 a 39 anos, etc.

Então.

Oi? O que? Eu fui jogada de quarto para sexto lugar no motim da vacina!

E se bobear convênio médico fica mais caro… e seguro de auto fica mais barato, porque consideram as pessoas “mais velhas” mais cuidadosas.

Sinto agora um rancor tão grande que mal posso descrever. ¬¬

Pronto, passou! Eeeeeeeeeee voltei! Rs =)

Claro que estava brincando…rs

Gente, o fato é que eu acho que até sonhei várias vezes com o dia em que completaria 30 anos. Acho que porque sempre soube que eu teria o mesmo espírito jovem que tenho há anos e que jamais me incomodaria com um número besta na identidade.

Eu fico feliz pra caramba de saber que vivi minha infância e adolescência nos anos 80/90, onde tínhamos jogos, brincadeiras, programas de TV, desenhos, manias e mil coisas tão peculiares que nenhum pimpolho dos anos 2000 vai entender.

Podem achar ridículo, mas era o máximo dançar com o Menudo na televisão e cantar a Dança do Passarinho no fim de Viva a Noite com o Gugu.

Brinquei muito a tarde com a criançada de pular corda, vai e vem, pogobol (essa droga que eu não conseguia parar em pé), Atari.

Vi a ascensão e queda do Michael Jackson, Xuxa, Giovani do voley, Os Trapalhões, Armação Ilimitada.

Andei no Opalão marrom do meu pai.

Minha primeira vez no cinema foi para ver o primeiro filme Batman.

Fiz curso de datilografia e vi a internet e o celular nascerem.

Assisti (“ao vivo”) filmes que ficarão para toda a história: De volta para o Futuro, Curtindo a vida Adoidado, Namorada de Aluguel, Ghost, Um tira da Pesada, Exorcista, Carrie.

Tem tanta coisa pra escrever, mas prefiro deixar pros emails quilométricos que fazem isso por mim, relembrando tudo que essa época tinha de boa.

Só quero deixar aqui registrada toda minha felicidade em ter completado 30 anos, onde tive uma infância ótima e bem vivida na sua real fase, adolescência linda com algumas descobertas um pouco tardias mas que depois, a gente sempre vê que foram pro nosso bem e evolução, e onde hoje posso dizer que tenho uma vida adulta perfeita, com minha alma jovem, brincalhona, divertida, alegre, otimista e por muitas vezes julgada infantil, mas que nunca se esquece das contas que tem pra pagar no fim do mês.rs

Com 30 anos posso dizer que sou muito melhor do que com 20.

Hoje sei lidar melhor com meus sentimentos, controlá-los de forma mais correta, sei analisar melhor as situações, ser menos neurótica, menos ciumenta, menos preconceituosa, mais realista, com muito mais discernimento e auto-confiança.

Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.

Sábia frase!

Eu sei, bem sei, e estou muito feliz com isso. E você sabe?

Feliz Aniversário pra mim!!! 🙂

Anúncios

As semelhanças entre o publicitário e a prostituta

Posted in 3. Faz-me rir!!! on fevereiro 3, 2010 by Vanessa Schunck

Trabalhar numa agência de propaganda é como trabalhar nas esquinas das grandes avenidas.

1. O publicitário trabalha à noite e nunca tem hora pra sair. A prostituta também.
2. Ele é pago pra fazer o cliente feliz. Ela também
3. O cliente gasta uma grana, mas seu empregador fica com quase tudo. No caso dela, também.
4. O publicitário é recompensado quando realiza os sonhos dos clientes. Ela também.
5. Os amigos do publicitário começam a se afastar quando ele passa a ir pro bar com outros publicitários. Os amigos dela também.
6. Quando o publicitário tem uma reunião com um cliente, ele tem que engolir tudo ou quase. Já ela…bom… talvez cobre a mais por isso.
7. Quando o publicitário chega em casa parece que ele está voltando do inferno. Ela também.
8. O cliente sempre quer pagar menos, mas espera coisas incríveis do publicitário. No caso dela, também.
9. Quando as pessoas perguntam sua profissão, o publicitário sempre tem uma certa dificuldade em responder. Ela também.
10. Todo dia que o publicitário acorda, ele diz: “Eu não vou passar o resto da minha vida nisso”… A prostituta também!

Se você é publicitário (e não adianta negar), você é um profissional prostituído.

Meus queridos amigos publicitários: PARABÉNS PELO DIA DE VOCÊSSSSS!!!!!
Muitos trabalhos, muitas noites sem dormir, muitos deadlines ultrapassados e muito $uce$$o!

*Texto enviado pela minha querida amiga Vanessa Forti!

**Dia do Publicitário: 1 de fevereiro


Me encontra… ou deixa eu te encontrar…

Posted in 3. Faz-me rir!!! on janeiro 12, 2010 by Vanessa Schunck

Fico pensando onde está você
E se você estaria pensando em me encontrar
Como sou, onde estou, e onde quero chegar?
Como sou, como é que vai ser, e onde vou te levar?
Mas se você me ver, pode acenar pra mim
Já pensou que louco te encontrar assim?
Eu vou na boa vou na fé sei que vou te encontrar
E quando eu te encontrar nós vamos comemorar!

(Charlie Brown Jr.)


Foto tirada por mim no Rio de Janeiro, dia 01/01/2010 logo após a virada do Ano Novo.

Adorei.. mesmo.. apesar da qualidade não estar tão boa…

Este ano eu quero um amor.

Pronto, obrigada.

Esse blog tá romântico pra cacete, né não??? rs…

Love is in the air… ou ainda… Slave to love na cabeça!!!

s2

Sem Coração

Posted in 3. Faz-me rir!!! on dezembro 7, 2009 by Vanessa Schunck

A todos trato muito bem
sou cordial, educada, quase sensata,
mas nada me dá mais prazer
do que ser persona non grata
expulsa do paraíso
uma mulher sem juízo, que não se comove
com nada
cruel e refinada
que não merece ir pro céu, uma vilã de novela
mas bela, e até mesmo culta
estranha, com tantos amigos
e amada, bem vestida e respeitada
aqui entre nós
melhor que ser boazinha é não poder ser imitada.

(Marta Medeiros)

***********

De um tempo pra cá eu mudei pra caramba!

Quem me conheceu antes e vê agora, tem essa nítida sensação que é sim verdadeira.

O Felipe disse quinta-feira que eu sou “Sem Coração”… quando um ambulante vendia livros a R$1 e eu comprei justamente o que tinha este título, claro, com indicação dele.

A verdade é que antes eu entregava meu coração, meus sentimentos bons, meu amor e minha alma para toda e qualquer pessoa. E depois de muitos tombos, hoje em dia eu escolho para quem vou fazer tudo isso. E é somente quem merece mesmo! E até a pessoa merecer, tem que percorrer um caminhozinho aí…

Acho mais justo. Não sou má assim por ser… minhas atitudes na maioria (senão a totalidade) são reações, e não ações.

Por isso sempre digo para pensarem no que vão me dizer ou fazer comigo ou para mim. Me torno um espelho… e completamente Sem Coração, se necessário.

Mas juro que posso ser a pessoa mais doce e encantadora se você merecer…

Wanna try???

Solidão

Posted in 3. Faz-me rir!!! with tags , , , , , on novembro 30, 2009 by Vanessa Schunck

Antes de qualquer coisa vamos pedir perdão pela ausência. Sei que todos devem estar muito tristes sem nossos posts tão envolventes… mas Felipe está em provas da faculdade e eu atolada de trampo, logo, andamos sem tempo.

Mas cá estou eu para a felicidade geral da nação! rs..

Agora o post…

**************************************************

Todos os dias passo por uma rua pra vir trabalhar onde tem um buteco, daqueles bem fuleiros mesmo.

Neste buteco, as 9h, 9h30 da manhã, os frequentadores mais assíduos são idosos, homens, e com expressões de tristeza que não consigo explicar.

Um em especial sempre me chama atenção, já que sempre fico parada num farol fechado bem na frente.

Como (ainda) não consegui tirar uma foto da cena, vou descrevê-la.

Sei que você tem uma imaginação fértil e vai conseguir visualizar.

Um buteco bem fuleiro, com as paredes brancas descascadas, piso interno na frente vermelho esburacado embaixo de uma telha mal colocada.

Ao seu lado, uma porta verde que já não possui mais uma cor vibrante, alguns degraus de uma escada que apoia e sustenta o senhor que um dia me fez chorar.

Ele, calvo na parte superior da cabeça, cabelos brancos, cinza, sujos e oleosos. Olhos pequenos, pele magra e sofrida de uma vida cheia de coisas que jamais irei saber. Nenhum sorriso. Nunca. Somente uma barba longa da mesma cor de seu cabelo e um cansaço aparente, que nem a escada, nem o chão, nem a telha, nem a bebida e muito menos as pessoas que o cercam conseguem cessar. Seu olhar vê o nada e ele nem percebe que eu o enxergo. Será que ele tem quem o ame? Será que ele já amou? Será que ainda ama?

Hoje senti falta do “meu” velhinho do bar.

*imagem meramente ilustrativa*

4 dias com ela!

Posted in 3. Faz-me rir!!! with tags , , , on novembro 16, 2009 by Vanessa Schunck

091030_211252Sei que blog não é diário e nem quero fazer isso aqui.

Mas gostaria de contar sobre os últimos 4 dias da minha vida, fazendo uma analogia com o filme que assisti ontem “500 dias com ela”.

Quinta, 12/11 (1)

Pré-estréia do filme “Atividade Paranormal”. Olha, deu medo viu, mas foi bem legal. Tive a companhia dela ao meu lado com seus sustos na cadeira e mão gelada no fim do filme.

Sexta,  13/11 (2)

Baladinha “Sogô” com o chão todo melecado e dois tombos meus marcando a noite, e ela lá, segurando minha mão e dando risada da minha cara, óbvio.

Sábado, 14/11 (3)

Bar “Athenas” com salto alto e flertes com os caras dos outros carros, muita risada, encontro com amigos, sono e volta para casa, porque não temos mais 20 anos.

Domingo, 15/11 (4)

Bar de gelo da Antártica Sub Zero, samba rock, gelo gelo gelo mesmo só com nome na lista e $200 na mão. Tá bom, aham Claudia senta lá!

Cinema no shopping Frei Caneca, filme “500 dias com ela”, McDonald´s e a deixei num lugarzinho ai pra ser feliz. rs

Em todos os dias, tivemos a companhia (muito agradável) de outros amigos, familiares e pessoas queridas. Mas quase em todos os momentos da minha vida, tenho essa amiga que se tornou uma irmã, devido aos 10 anos que nos conhecemos, respeitamos, aturamos e dedicamos uma a outra.

Quero somente dizer, Obrigada Cris, por sempre ser minha cúmplice.

O curioso caso do número 11!

Posted in 3. Faz-me rir!!! with tags , on novembro 11, 2009 by Vanessa Schunck

Nada melhor que falar sobre isso hoje, dia 11/11.

De um tempo pra cá venho percebendo muito esse número no meu dia-a-dia.

E se tornou algo único, que poucas pessoas sabem e compartilham comigo.

*Uma olhada no relógio e páh, lá estava 11:11.

*Twitter, verificando meus seguidores e quem eu sigo, sucessivamente eram 74 e 47, o que somando cada número temos lado a lado 11 e 11.

*Levando o carro para o conserto, o mecânico me pergunta “Qual a kilometragem moça?”, eu olho e com a boca seca respondo “71.111”.

Casos cotidianos, banais, onde nada me afeta os tais numerozinhos.

Mas pesquisando na internet descobri que quando você vê esses números é hora de parar, pensar e se reintegrar com o seu eu mais verdadeiro e íntimo.

Que seria hora de mudar algo na sua vida, renovar e fazer as coisas fluirem.

Que seria você mesmo se dando uma dica para engatar a primeira marcha.

Ou seja, todos dizem ser algo bom!

Então eu sigo por aí, vendo 11 e 11 em tudo o que é lugar…

Placas de carro, número de ônibus, assento de aviões, horário de SMS recebidas ou enviadas, bem como scraps em orkut, é uma loucura só.

Mas sabe que nem ligo né…

Essa loucura me mantém rindo e com essa esperancinha, ainda que lá no fundo, de que sim, são momentos bons e que me mandam a todo momento “Vá nessa Vanessa!!! Seja feliz!!!”

E eu?

Tô indo universo!!!

11